Como ficar em dia com o aluguel e taxa de condomínio?

A melhor forma de manter as contas em dia e fugir da inadimplência é elaborar um planejamento financeiro.

Em épocas de juros altos,  alugar um imóvel é melhor para aqueles que só podem comprar a casa própria por meio do financiamento imobiliário. Para evitar o risco de não conseguir arcar com as despesas mensais, como aluguel e condomínio, é importante que o inquilino verifique o impacto dos custos do imóvel em seu orçamento. É importante que as despesas com o aluguel do apartamento não ultrapassem 30% da renda mensal familiar.

É importante que seja considerado todos os itens que compõem as despesas fixas da moradia, aluguel, condomínio, IPTU, seguro, luz, água, gás e em alguns casos Fundo de Conservação Imóvel. Se essa conta não couber na renda mensal, vale pensar em alternativas como um imóvel menor ou mais afastado, escolher um imóvel mais antigo, etc.

A inadimplência pode trazer vários problemas para o inquilino,  seu CPF incluído em órgãos de restrição de crédito, desocupação do imóvel e até problemas judiciais, prejudicar o fiador que também terá seu CPF incluído nos órgãos de proteção de crédito como inadimplente e também o proprietário quando a inadimplência for da taxa de condomínio, de acordo com as novas regras do CPC para atraso no pagamento dessa taxa, consulte uma imobiliaria curitiba.